sábado, 26 de julho de 2014

Metade da Minha Alma - Graciano Ramos


3 comentários:

  1. Lindo Arlete!
    Este poema reflete tua sensibilidade e alma amorosa!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá admirável Arlete Meggiolaro, mais uma vez bato à sua porta da sabedoria, para refletir sobre os ensinamentos adquiridos através de uma longa caminhada pelo encanto e a magia de suas criações. Conhecedora que é, dos meandros da sapiência e, consciente edificadora de poemas que nos eleva às alturas do florescer da alma, Dá-nos o prazer de poder parar, mesmo que por alguns dias, no seu lar de versos fecundos; alimento para o nosso espírito ensejante da sua conjunção de amor e felicidade. Protegido pela tranquilidade de quem está de fato, sorvendo o elixir da sabedoria. Parabéns, querida amiga por mais este espaço de luz e perfume. Abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com gratidão, Dilson, um beijo luz em seu coração

      Excluir